top of page

Desafios da transformação do Marketing na indústria naval

É certo que o desenvolvimento do marketing tem trazido alguns desafios importantes para o mundo empresarial de uma forma geral. Apontar para esses impactos dentro da indústria naval pode ajudar a esclarecer alguns elementos.


O mundo dos negócios tem evoluído de forma bastante rápida e, por vezes, vertiginosa para as gestões empresariais dentro de suas complexidades.


Todo dia, alguma novidade passa a fazer parte do horizonte de possibilidades das empresas de uma forma geral.


Essa consolidação, por vezes, tem algumas perspectivas importantes que não podem ser ignoradas.


Afinal de contas, a velha máxima mercadológica também se aplica nesse formato: se uma empresa não adota uma estratégia, sua concorrência irá.


Assim, há um risco bastante grande de haver uma perda significativa a respeito do mercado de atuação.


Marketing: um histórico


Com o início da industrialização, o marketing teve que ser criado para abarcar algumas demandas que estavam surgindo.


A cultura de consumo, até então, tinha uma perspectiva de necessidade básica e criação de recursos para superá-las.


Ou seja, diante de uma lógica produtiva de manufatura, não havia como dar uma grande vasão para um mercado pequeno.


Assim, o boca a boca resolvia bem os problemas de venda de cada artesão dentro dessa lógica econômica.


Porém, esses elementos foram ganhando algumas qualificações com o passar dos anos e a indústria se consolidou nesse ambiente.


Assim, por exemplo, a produção de brindes para congresso que poderiam ser feitos a mão, agora, passou a ganhar uma dinâmica produtiva massiva.


Esses são pontos importantes que foram fundamentando uma nova forma de fazer negócio no mundo moderno.


Na verdade, o próprio conceito de modernidade surge como um derivado dessas dinâmicas de produção.


É importante compreender esses aspectos para entender como o marketing foi se desenvolvendo dentro disso.


Com uma perspectivas cada vez mais fortes a respeito da necessidade de demandas por produtos, foi preciso criar um mecanismo de comunicação mais elaborado.


O marketing é, portanto, fruto de uma necessidade latente das empresas medirem suas necessidades com as do público.


Assim, se a ideia é vender mais brindes para inauguração de loja, é essa ferramenta que irá efetuar essa mediação.


Do ponto de vista da industrialização, esse elemento se realizou a partir de alguns aspectos importantes.


O primeiro deles é que não havia uma dinamicidade de consumo que necessitava de uma produção industrial tão intensa.


Ou seja, para justificar a produção, era preciso sustentar uma dinâmica de consumo tão grande quanto ela.


Assim, quanto mais equipamento de som profissional para igreja precisava ser vendido, mais demanda teria que haver.


A criação dessa dinâmica foi essencial para o desenvolvimento do marketing dentro de uma lógica empresarial.


Esses são aspectos importantes que precisam ser considerados dentro dessa perspectiva de forma bastante ampla.


Para seguir, no entanto, com um histórico bem formulado do marketing, é preciso apontar para alguns traços de seu desenvolvimento.


Suas etapas do início até os dias de hoje podem ser resumidas em 5 pontos essenciais. São eles:


  • Marketing 1.0;

  • Marketing 2.0;

  • Marketing 3.0;

  • Marketing 4.0;

  • Marketing 5.0.


Essas são as manifestações do marketing cunhadas pelo autor Philip Kotler e precisam de alguns esclarecimentos.


Marketing 1.0


O marketing 1.0 corresponde a primeira era de ouro da comunicação de marketing e traz alguns elementos importantes.


Essa etapa é a que deu sustentação para que essa estratégia pudesse se desenvolver de forma ampla.


Assim, se, por exemplo, a intenção era vender uma cesta hortifruti, era possível efetuar isso sob uma lógica passiva de consumo de mídia.


Esses elementos eram importantes para garantir que as empresas conseguissem entrar em uma lógica comunicacional salutar dentro das possibilidades da época.


Marketing 2.0

Já o marketing 2.0 representa um fator digital incipiente dentro de uma lógica empresarial dos anos 90.

Ele já começa a considerar uma certa autonomia de escolha e os elementos passivos das mídias começam a ganhar algumas perspectivas interativas.

No entanto, o consumo desse tipo de perspectiva ainda não possui elementos ativos consideráveis.

Marketing 3.0


Esse é o momento em que o marketing passa a considerar o cliente como um elemento ativo dentro de uma lógica digital.


Ou seja, alguns mecanismos de integração são adotados para consolidar uma comunicação a respeito de análise de água mineral.


Marketing 4.0


Esse é o momento em que o cliente passa a ser considerado dentro de uma lógica de pesquisa e de ampla concorrência.


Sendo assim, o inbound marketing é o elemento central para realizar uma atuação salutar dentro dessa lógica.


O cliente, nesse caso, já pesquisa a respeito do que ele quer e a empresa precisa qualificar uma atração nesse sentido.


Além disso, é preciso dizer que desde o marketing 3.0, ele está procurando por empresas que tenham valores parecidos com os dele.


Assim, uma palestra ergonomia sipat pode consolidar alguns elementos bastante importantes para seu público.


Marketing 5.0


O marketing 5.0 é um elemento bastante atual que tem como objetivo usar as ferramentas digitais para criar novos aprendizados e ações empresariais.


Segundo Philip Kotler esse é o momento em que o marketing começa a ganhar aspectos de humanidade bastante importantes.


O que é indústria naval?


Antes de falar um pouco a respeito desse desenvolvimento dentro da indústria naval, é preciso compreendê-la.


Essa é uma indústria que tem como base uma perspectiva humana milenar que é o transporte por águas.


Seja através de canoas simples ou de grandes embarcações, essa é uma necessidade latente em um mundo tão amplo.


Esses elementos podem ser traduzidos em navios de guerra, cruzeiros com pacote casal ou indústria pesqueira.


Onde tem barco, tem indústria naval e, por isso mesmo, ela é tão importante para o mundo em todas suas épocas.


O marketing e a indústria naval


O primeiro ponto a ser considerado é que a indústria naval é um modelo de negócios e, portanto, precisa do marketing como elemento central.


É certo que vender uma embarcação tem ganhado cada vez mais complexidades diante do tanto de informações que tem dentro do ambiente digital.


O desenvolvimento do marketing tem tido uma grande influência dentro dessas instâncias, uma vez que ele consegue criar algumas conexões importantes.


Assim como uma assessoria que emite atestado de brigada precisa segmentar seu público, é preciso que a indústria naval também faça isso.


Essa perspectiva é importante, uma vez que há um público restrito e de compra complexa dentro dessa lógica.


No entanto, os elementos de inside sales que surgiram com a era digital passaram a facilitar a abordagem dos clientes.


Esses pontos são essenciais e precisam ser considerados dentro da alta complexidade que há nesse mercado.


Além disso, a segmentação pode ampliar os horizontes possíveis da empresa, indo desde a indústria petrolífera até o transporte de containers.


Benefícios do marketing no setor naval


Baseando-se nos pontos já citados, o marketing tem um grande potencial de realização dentro da indústria naval.


Apontar para algumas dessas realizações pode fornecer uma boa dimensão do porquê adotá-lo.


Segmentação


O primeiro aspecto é a segmentação que ele pode fazer, uma vez que esse elemento é central para a indústria naval.


Esse é um ponto importante, uma vez que não há como criar uma política de anúncios de forma ampla dentro dessa perspectiva.


O mundo digital, portanto, irá segmentar o público por zona de interesse e oferecer algumas soluções importantes para ele.


Essa é uma grande oportunidade para a indústria naval conseguir realizar uma boa orientação dentro de seu mercado.


Relacionamento


Quem busca comprar uma embarcação, certamente, está aberto para um mercado com esse de forma qualificada.


O relacionamento, nesse caso, consegue atuar dentro de duas frentes importantes que precisam ser consideradas.


A primeira delas é, justamente, em uma dinâmica de estímulo de compra complexa a partir de um contato qualificado.


Já a segunda tem uma orientação diferente e vai no sentido de criar uma fidelização dentro desse mercado, o que é essencial.


Considerações finais


É certo que o desenvolvimento do marketing tem trazido alguns desafios importantes para o mundo empresarial de uma forma geral.


Compreender a respeito dessas perspectivas pode ajudar a orientar algumas ações importantes dentro de uma empresa.


O mercado naval, também, tem tido alguns desafios em relação ao uso do marketing como ferramenta de comunicação.


No entanto, há alguns benefícios importantes que essa dinâmica pode trazer que nem há como fugir.


Por essa razão, considerar o marketing em seus aspectos mais inovadores dentro da indústria naval pode ser essencial.


Assim, o desempenho dessa indústria pode passar a ser ainda mais importante para o desenvolvimento do mundo.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page