top of page

Neuromarketing: o que é como funcionam seus processos


Neuromarketing é uma área da ciência que tem como propósito estudar e compreender fatores que podem influenciar as pessoas em suas decisões de compra.

Por meio dele, a marca consegue traçar métodos e técnicas para as atividades do negócio. Mapear as atividades do cérebro humano quando ele se expõem a estímulos de marketing, mostrando a influência neurológica de certas ações.

Muitas estratégias baseadas nesse conceito conseguem pesar no comportamento do consumidor, ou seja, elas conseguem fazer com que uma pessoa realmente se interesse pelo produto ou serviço oferecido.

Muitas marcas se questionam sobre o que leva o consumidor a comprar um produto em detrimento de outro, mas nessa busca por respostas, muitos empreendedores acabam acreditando que o fator mais importante é o preço.

Também existem aqueles que acreditam que se trata da qualidade ou até mesmo da maneira como a solução é apresentada. Isso mostra que não existe um consenso e que há várias respostas para uma mesma pergunta.

A melhor forma de trabalhar tudo isso é por meio do neuromarketing, por isso, este artigo vai explicar sua importância, os benefícios que ele traz para as empresas e como elas podem aproveitar as estratégias de neuromarketing.

Importância do neuromarketing

O mercado está cada vez mais concorrido e a prova disso é que a oferta é muito maior do que a procura. Diante desse cenário, as marcas precisam entender seu público, a maneira como as pessoas pensam e o comportamento do consumidor.

Ter essas informações ajuda a desenvolver um trabalho de marketing mais assertivo, e dentro desse contexto o neuromarketing é muito importante porque traz vantagem competitiva perante os concorrentes.

Com ele, uma auto escola próximo a mim consegue desenvolver envolvimento emocional com o consumidor e conquistar clientes fiéis que se comportam como embaixadores da marca.

Também permite desenvolver ações alinhadas com as preferências do público e até mesmo se antecipar ao comportamento das pessoas em relação a certos estímulos, o que torna as estratégias muito mais assertivas.

O neuromarketing também é importante porque potencializa o marketing de conteúdo, além de ser aplicável em várias estratégias, como:

  • Design gráfico;

  • Web design;

  • Design de interiores;

  • Publicidade;

  • PDV;

  • Inteligência artificial.

Mas também é muito importante que a organização compreenda quais são os benefícios de uma boa estratégia de neuromarketing.

Benefícios do neuromarketing

O neuromarketing é muito importante porque melhora a tomada de decisão de compra. Quando a marca usa suas técnicas e métodos, passa a compreender o que influencia ou interfere na decisão do cliente.

É com base nisso que ela vai realizar ações e explorar fatores que aumentam as chances de potencializar os resultados do negócio.

Também é uma prática que ajuda a desenvolver produtos direcionados ao público, visto que lançar soluções inovadoras no mercado é excelente, mas ela só será realmente inovadora se for capaz de despertar os interesses das pessoas em consumi-la.

Só que tudo isso depende do quanto o produto ou serviço atende às necessidades da persona. Ao trabalhar o neuromarketing, um asilo perto de mim consegue desenvolver produtos voltados para seu público e que impulsionam a compra.

O conceito de desenvolver produtos de acordo com as necessidades do público pode ser aplicado às campanhas de marketing por meio do neuromarketing.

Existem diferentes formatos e campanhas que motivam o público e geram mais apelo na realização de ações, mas é necessário investir em modelos que fazem os consumidores se sentirem mais atraídos.

Para que o número de vendas aumente de maneira significativa, a organização pode fazer testes A/B junto com o neuromarketing para identificar o formato preferencial da audiência.

Também é inegável que esse processo consegue melhorar a experiência de compra dos consumidores. Se todas as estratégias forem realizadas corretamente, a experiência de consumo será mais satisfatória para os clientes e para a própria empresa.

Como aproveitar as estratégias de neuromarketing?

Existem várias maneiras de aproveitar o neuromarketing, e no caso de um fabricante de medicamentos veterinários, algumas das melhores ações são:

Usar a psicologia das cores

Na verdade, a psicologia das cores é uma das estratégias mais famosas de neuromarketing e usada por grandes empresas, inclusive pelo Facebook.

Parte do entendimento de que os aspectos visuais são capazes de influenciar o comportamento do consumidor. Com base nisso, o trabalho do negócio é identificar as cores que precisam ser usadas para causar impactos no público.

A percepção varia de acordo com a pessoa, e para variar os resultados, algumas empresas conseguem misturar tonalidades para alcançar o efeito que desejam.

Por exemplo, o azul transmite confiança e segurança, vermelho emoção e paixão, o laranja traz um sentimento amigável, o verde traz tranquilidade, o roxo está relacionado à inovação em inteligência e o rosa escuro representa alegria e jovialidade.

Uma clínica de fisioterapias domiciliares, por exemplo, pode usar o verde para transmitir tranquilidade aos seus pacientes.

Posicionar os elementos da imagem

Tanto em uma publicação nas redes sociais ou na embalagem de um produto, é fundamental se atentar ao modo como os elementos são posicionados. Por exemplo, as figuras com a foto de uma pessoa acompanhada com informações sobre o produto.

De acordo com vários estudos, a maneira como o rosto da pessoa é direcionado tem um papel na percepção do cliente. Se o rosto estiver direcionado para a frente, tende a prender mais a atenção.

Se o rosto estiver voltado para o texto ou outro elemento da embalagem, faz com que o cliente volte sua atenção para esse outro elemento, e essas conclusões surgiram por conta da tecnologia de rastreamento ocular.

Aplicar a ancoragem de preços

O cérebro humano tem dificuldades para pensar no preço, tendo como base apenas um valor isolado do produto, ou seja, o que ele realmente faz pelo consumidor.

Por isso que, quando alguém está pesquisando uma solução, como cursos de dublagem, acaba tomando por base os preços de cursos similares para saber se a oferta está cara ou não.

Outro exemplo é quando uma pessoa está procurando um celular para comprar, e durante sua pesquisa, vai considerar se o valor do aparelho é alto ou baixo com base no preço de outros produtos que oferecem as mesmas funções.

Repetir ideias e conceitos estrategicamente

A repetição é uma estratégia muito boa para reter clientes, visto que repetir ideias e conceitos de maneira estratégica faz com que a mensagem se torne mais persuasiva e poderosa ao longo do tempo.

Mesmo que alguém seja radicalmente oposto a certas ideias, pode acabar mudando sua maneira de pensar depois de ouvir a mesma coisa por tempo suficiente.

Reduzir as opções de escolha

Quando as clínicas de tratamento de drogas usam o neuromarketing, além de ajudar as pessoas a saberem o que fazer, também as ajudam a entender o que deve ser deixado de lado.

Se uma marca oferece uma grande quantidade de opções para os clientes, acaba deixando essas pessoas em dúvidas. Opções em excesso provocam uma paralisia no consumidor por não saber qual é a escolha certa.

Por exemplo, se uma pessoa se vê diante de 30 cores diferentes para a mesma camiseta, acaba evitando a compra porque não sabe o que fazer.

Investir em storytelling

Uma das coisas mais importantes dentro do marketing 4.0 é criar estratégias de publicidade focadas nas pessoas.

As marcas precisam mudar a maneira como apresentam seus produtos, nesse sentido, as clínicas de massagens em empresas podem trabalhar com mais subjetividade em suas campanhas.

Uma das melhores estratégias para fazer isso é o storytelling. Trata-se de uma ação que trabalha com narrativas que não envolvem necessariamente o produto, mas que conseguem impactar o lado emocional do espectador.

As pessoas se identificam com essas histórias e absorvem o conteúdo sem saber que ele está influenciando sua decisão de compra. Elas criam um laço emocional que ajuda a trabalhar a imagem da marca e permite que a mensagem final seja compreendida.

Trabalhar o design

Por fim, as distribuidoras a granel devem trabalhar o design do blog, site e até de elementos impressos, de modo que todos eles estejam de acordo com seus princípios.

Quanto melhor for o design, mais as pessoas vão querer explorar o que o negócio tem para oferecer, além de aumentar a confiança e a capacidade de entregar valor.

Da mesma forma como uma pessoa bem vestida causa uma boa impressão, o design agradável é muito superior na hora de interagir com os consumidores.

Considerações finais

O neuromarketing é um conceito inteligente e que, quando bem aplicado, melhora consideravelmente os resultados da empresa.

Trabalhar com ele é fundamental para potencializar as estratégias de marketing e publicidade e fazer com que a organização cresça rapidamente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Opmerkingen


bottom of page