top of page

Como atrair e fidelizar pacientes através do marketing para a área da saúde


As estratégias de marketing são aplicadas em todas as áreas do conhecimento, pois tudo é passível de ser vendido, até mesmo na área da saúde para fidelizar pacientes.


Essas técnicas de fidelização de clientes é algo importante principalmente agora, com o crescimento marcante do número de hospitais e clínicas por todo o país.


O setor privado vem crescendo muito devido ao grande volume populacional dos países, como Brasil, China, dentre outros países que também possuem a saúde pública financiada pelo governo.


O mercado de hospitais e clínicas está se tornando competitivo, portanto, assim como qualquer empresa, é necessário traçar estratégias para atrair e principalmente fidelizar clientes.


Isso porque as pessoas não vão ao médico apenas uma vez na vida, elas vão diversas vezes durante o ano, seja para fazer exames de rotina ou consultas mais específicas, como é o caso de pacientes com doenças crônicas.


Reter esses clientes é essencial para as empresas na área da saúde, assim como reter clientes no mercado de vendas de rede de proteção removível para janela basculante é importante.


Afinal, é a garantia de um lucro constante e de que o serviços estão sendo realizados de maneira satisfatória.


Para auxiliar os empreendedores da área da saúde a reter pacientes, este artigo irá abordar como utilizar as ferramentas de marketing para esse propósito.


O que é a saúde privada?


A saúde privada é considerada um escritório de saúde com financiamento privado em diferentes áreas da medicina, como a atenção básica, exames laboratoriais, cuidados a longa distância, psicologia, fisioterapia, dentre outros exemplos.


Esse setor surgiu como uma maneira de dar apoio a rede pública de saúde, porém, com o passar dos anos foi superando em números e em qualidade os atendimentos.


Atualmente, apesar das unidades de saúde pública serem de alta qualidade, as pessoas preferem ter no mínimo um convênio, devido ao tempo de espera reduzido para o atendimento e a realização de exames laboratoriais.


O crescimento dessa área tem sido tão intenso, que até mesmo o setor público terceiriza algumas atividades para o setor privado, principalmente a níveis de exames.


Com o avanço da pandemia, o setor de saúde a distância se expandiu, da mesma forma que outras áreas, como inspeção de peças automotivas, pois as pessoas não podiam ir até aos hospitais públicos fazer suas consultas rotineiras.


Por exemplo, um paciente que estava com uma alergia cutânea não poderia ir a um médico presencialmente, pois se exporia ao Covid-19. Com a telemedicina, uma consulta e verificação da pele era realizada facilmente.


Hoje em dia, a saúde privada está se tornando corporativa, ou seja, as empresas estão se unindo para cada vez mais se expandirem no mercado.


O que é um cenário ótimo para diversos países, pois o aumento da parcela da população na terceira idade irá pressionar os serviços de saúde pública.


Isso porque os cidadãos da terceira idade precisam de um acompanhamento médico constante, afinal, doenças crônicas costumam começar a aparecer nessa faixa etária.


Portanto, as perspectivas de crescimento do setor privado na área da saúde nos próximos anos são imensas, sendo um ótimo mercado de investimento para aquele empreendedor que pensa em abrir um negócio.


Também é interessante destacar que abrir um negócio na área da saúde não exige uma formação em medicina ou enfermagem, um administrador apoiado por pessoas da área da saúde já consegue realizar esse feito.


Assim como iniciar um negócio de venda de piano branco de cauda não exige que o administrador seja pianista.


Relevância do marketing na área da saúde


O marketing é uma área de estudo da ciências humanas focada em estudar o comportamento do cliente, para que o empreendedor desenvolva estratégias voltadas a sanar as necessidades e os desejos desse público.


Toda empresa precisa do setor de marketing para estudar o mercado e traçar estratégias de posicionamento.


O marketing já é uma área extensa que possui diversas ramificações, tratando o cliente através de diferentes perspectivas. Dentre essas ramificações, é possível destacar:

  • Marketing digital;

  • Marketing tradicional;

  • Inbound marketing;

  • marketing de relacionamento;

  • Outbound marketing.

Além desses, diversos outros exemplos que podem ser aplicados de diferentes maneiras para atingir diferentes propósitos.


Com a globalização e a difusão da internet, abrir uma empresa se tornou algo fácil e divulgá-la também, quebrando qualquer divisória de vidro para consultório e tornando diversos mercados competitivos.


O mercado na área da saúde ainda está em expansão, mas já pode ser considerado competitivo, onde existem diversas empresas buscando maneiras de se destacarem.


Dessa forma, a área da saúde não fica de fora dessa necessidade de utilizar as ferramentas de marketing como uma estratégia de atração e fidelização de clientes.


O marketing é a melhor maneira de realizar isso, pois é uma ciência que vem sendo aplicada a anos pelos seres humanos, até mesmo de maneira inconsciente, quando os produtos eram apenas ofertados nas portas das igrejas.


Depois de diversos estudos por pesquisadores como Philip Kotler, também conhecido como pai do marketing, Seth Godin, Steve Jobs, dentre outros exemplos de contribuidora para a área.


Diversos pesquisadores mostraram que para fazer marketing não era necessário ter formação na área.


A única coisa que era imprescindível era saber observar o comportamento do cliente e ir atrás de soluções para os seus anseios, como foi o caso de Steve Jobs.


Atualmente, a sociedade se encontra na era digital e, portanto, é preciso traçar estratégias utilizando esses veículos de informações.


Como usar o marketing para atrair pacientes


Na área da saúde, os clientes são os pacientes, ou seja, a abordagem deve ser diferenciada e ainda mais humanizada.


Portanto, o empreendedor precisa sentar em uma mesa de reunião 8 lugares ou mais e traçar boas estratégias de marketing. Para facilitar esse planejamento, seguem algumas dicas:

  • Treine a equipe;

  • Invista no marketing digital;

  • Ofereça benefícios;

  • Faça pesquisas de satisfação.

Com essas dicas, será mais simples ter uma unidade de saúde privada de sucesso nesse mercado tão concorrido. E, para aprofundar mais cada uma dessas etapas, elas serão detalhadas em seguida.


Treine a equipe


Os pacientes vão até às unidades de saúde em momentos frágeis de sua vida, como a descoberta de uma doença, com dores, preocupados com familiares e amigos, dentre outros casos que exige tanto da equipe de marketing.


Além disso, todos os funcionários que tratam desse paciente devem ser treinados para saber lidar com eles nesse momento tão delicado, portanto, a primeira dica é oferecer treinamentos aos funcionários para que melhorem seu atendimento.


Não são todas as pessoas que nascem com o talento de saber lidar com o público, até porque esse aspecto da personalidade não costuma ser algo incentivado pela sociedade, de maneira geral.


Oferecer uma certificação técnica por competência a esses funcionários também garante uma melhora no atendimento e consequentemente na fidelização de clientes.


Ou seja, uma estratégia de marketing é treinar os funcionários para que eles passem a imagem da empresa, de atenciosidade, dedicação e compromisso com a saúde do paciente.


Invista no marketing digital


Outra dica útil é investir fortemente no marketing digital, pois os meios de comunicação tradicionais estão sendo utilizados como complemento ao digital.


A maior parte das pessoas possui redes sociais e acessa buscadores, como o Google, para procurar empresas, produtos como um regador de plástico e serviços, principalmente na área da saúde.


Disponibilizar informações sobre a unidade de saúde privada em um site, apresentando portfólio de serviços, dados para contato, localização, dentre outras informações, facilita na atração de clientes.


E não apenas através de sites, mas nas redes sociais também, inclusive, as voltadas para o meio profissional. Dessa forma, candidatos mais qualificados serão atraídos para as vagas.


Ofereça benefícios


No quesito fidelização de clientes, oferecer benefícios para uma segunda consulta ou fechamento de pacotes é uma ideia válida, desde que não torne os serviços de saúde algo inteiramente comercial, oferecendo ao paciente coisas que ele não precise.


Porém, por exemplo, oferecer serviços oftalmológicos e cupons de desconto para compra de óculos na própria clínica é ético e atrai e fideliza clientes.


Realize pesquisas de satisfação


Por fim, a quarta dica é voltada a pesquisas de satisfação. Buscar sempre se informar sobre o que o cliente acha dos serviços que adquiriu é essencial para planejar melhorias e até mesmo receber elogios quando é o caso.


Por exemplo, saber o que o cliente acha sobre o atendimento dos médicos, da limpeza e conservação das unidades de saúde, dentre outras possibilidades.


Considerações finais


Visto isso, com as informações abordadas ao longo deste artigo, é possível afirmar que qualquer empreendedor da área da saúde conseguirá atrair e fidelizar clientes facilmente, se ele se dedicar a esse objetivo, utilizando os melhores artifícios.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page