top of page

Produto e infoproduto: entenda suas diferenças e seus processos

No marketing digital, produto e infoproduto têm uma relação importante com as estratégias de divulgação e vendas.


Os produtos físicos são bens tangíveis, como roupas, eletrônicos, alimentos, entre outros, e podem ser vendidos on-line. Já os infoprodutos são produtos intangíveis, como e-books, cursos online, consultorias, entre outros, que são vendidos digitalmente.


No contexto do marketing digital, os produtos e infoprodutos podem ser promovidos por meio de diversas estratégias, como anúncios pagos, SEO, marketing de conteúdo, e-mail marketing, entre outros. É importante definir a estratégia de acordo com o tipo de produto e público-alvo, para que as ações de divulgação e vendas sejam efetivas.


Dessa forma, se uma empresa de materiais de construção quiser vender mais bloco de concreto vedação 9x19x39, deve validar estratégias que realmente tragam retorno para o negócio.


Já os infoprodutos, em especial, têm um grande potencial no marketing digital, já que não possuem as limitações logísticas e geográficas dos produtos físicos. Além disso, é possível utilizar o marketing de conteúdo para atrair potenciais clientes e gerar autoridade no assunto, o que pode ser um diferencial na hora da venda.


No entanto, é crucial destacar que tanto os produtos físicos quanto os infoprodutos devem ter qualidade e valor percebido pelos clientes para obter sucesso no marketing digital. Inclusive, é fundamental para uma distribuidora areia, por exemplo, conhecer bem o público-alvo e suas necessidades, para que a estratégia de marketing seja direcionada de forma eficiente.


E, para isso, é preciso que os empreendedores saibam o conceito de produto e infoproduto, além da importância que os produtos digitais têm tido no mercado devido às inovações tecnológicas.


Produto: qual o conceito?


O conceito de produto é fundamental para qualquer companhia que busca oferecer bens ou serviços ao mercado. De maneira geral, um produto pode ser definido como algo que é capaz de satisfazer uma necessidade ou desejo do consumidor.


O produto pode ser físico, como um objeto ou equipamento, ou intangível, como um serviço de aluguel de freezer horizontal, por exemplo, ou simplesmente uma boa ideia de negócio. Para criar um produto eficiente, é preciso considerar diversos fatores, como:

  • Qualidade;

  • Utilidade;

  • Durabilidade;

  • Design;

  • Preço.

Além disso, é necessário ter um bom conhecimento do mercado em que o produto será oferecido, a fim de entender as necessidades e preferências dos consumidores.


No contexto do marketing digital, a definição de produto se estende aos infoprodutos, que são produtos digitais como e-books, cursos online, webinars, entre outros. Esses produtos têm como objetivo oferecer conhecimento ou capacitação aos consumidores, e podem ser vendidos de forma totalmente on-line, sem a necessidade de um suporte físico.


Independentemente do tipo de produto oferecido, é fundamental que as empresas estejam sempre atentas às demandas do mercado e às necessidades dos clientes, para garantir que o produto oferecido seja eficiente e competitivo. Afinal, mesmo em casos de serviços de oficinas especializadas em injeção eletrônica conserto, a qualidade deve ser prestada a todo custo, já que o produto oferecido por essas empresas são os reparos automotivos.


Ademais, as organizações devem investir em estratégias de marketing digital para divulgar o produto e torná-lo conhecido do público-alvo, o que pode incluir o uso de redes sociais, e-mail marketing, anúncios online, entre outras táticas.


O que são infoprodutos?


Um infoproduto é um produto digital que oferece informações ou conhecimentos de diversas áreas, podendo ser pago ou gratuito.


Com a popularização da era digital, o consumo de produtos e serviços se transformou, e o infoproduto tornou-se uma oportunidade de negócio rentável e acessível. Qualquer pessoa ou empresa pode criar um infoproduto para vender conteúdo digital.


Vários métodos de entrega de infoprodutos incluem:

  • Cursos online;

  • E-books;

  • Área exclusiva de membros;

  • Métodos de assinatura;

  • Webinars;

  • Vídeos exclusivos para assinantes.

Estas são apenas algumas das diferentes formas de entregar um infoproduto, a maioria dos infoprodutos são na verdade serviços.


Empresas que trabalham com conteúdo digital podem usar infoprodutos gratuitos como uma estratégia para estabelecer um relacionamento com leads e consolidar sua autoridade no mercado digital.


O mercado de infoprodutos tem crescido bastante nos últimos anos e continua sendo uma grande oportunidade digital.


Por que os infoprodutos são tão relevantes?


Inicialmente, o momento atual é marcado por inúmeras inovações tecnológicas que têm mudado a forma como nos comunicamos globalmente, e o infoproduto é uma consequência dessas inovações.


A disponibilidade de várias ferramentas fáceis de usar oferece uma grande oportunidade para acessar produtos, soluções e opiniões diferentes compartilhados na rede com apenas um clique.


Além disso, a criação de produtos digitais para comercialização ou compartilhamento gratuito é bastante fácil, uma vez que a internet é uma rede altamente escalável que pode acomodar uma variedade de produtos e necessidades.


Os infoprodutos também são fundamentais para quem busca consolidar a sua autoridade em determinado nicho de mercado. Por meio do conteúdo oferecido nos infoprodutos, é possível demonstrar conhecimento e experiência sobre determinado assunto, o que ajuda a construir uma imagem de autoridade e confiança junto ao público-alvo.


Dessa forma, os infoprodutos se tornam uma ferramenta indispensável de marketing digital, que pode ser utilizada para atrair e fidelizar clientes.


Quais são os objetivos de um produto?


Os objetivos de um produto podem variar de acordo com a estratégia de marketing adotada pela empresa, mas, em geral, estão relacionados ao aumento de vendas, fidelização de clientes e aprimoramento da imagem da marca.


O objetivo mais comum de um produto, seja ele uma bancada de trabalho móvel, ou até mesmo um serviço de internet, é gerar receita para a empresa, ou seja, aumentar as vendas e a lucratividade. Para isso, é necessário que o produto seja atraente e atenda às necessidades e expectativas dos clientes, oferecendo soluções inovadoras e de qualidade superior em relação à concorrência.


Além disso, um produto pode ser utilizado para fidelizar clientes, criando uma relação de confiança e fidelidade entre a empresa e o consumidor.


Através da oferta de produtos com qualidade e benefícios exclusivos, a empresa pode fortalecer o relacionamento com seus clientes e aumentar a taxa de recompra, como no caso de uma fabricante de cadeira restaurante madeira.


Outro objetivo de um produto é o aprimoramento da imagem da marca. Através da oferta de produtos diferenciados e de qualidade, a empresa pode transmitir uma imagem positiva e aumentar sua reputação no mercado, atraindo mais clientes.


Além disso, um produto pode ser utilizado como ferramenta de diferenciação da empresa em relação aos concorrentes. Oferecendo produtos com benefícios exclusivos e inovadores, a empresa pode se destacar no mercado e atrair clientes que buscam algo diferente e especial.


Por fim, um produto pode ser utilizado como meio de diversificação de receita para a empresa, através da oferta de produtos complementares ou de novas linhas de produtos que atendam a diferentes necessidades e segmentos de mercado.


Dessa forma, uma distribuidora de cabo de vassoura grande pode ampliar sua atuação e aumentar as oportunidades de negócios.


Como escolher entre um produto e infoproduto?


Na hora de escolher entre um produto físico e um infoproduto, é importante considerar alguns fatores. Em primeiro lugar, é necessário entender o público-alvo e suas necessidades.


Se o público é mais adepto de produtos físicos, como roupas ou eletrônicos, é mais indicado investir em um produto físico. Já se o público é mais ligado em conteúdos digitais, como e-books ou cursos on-line, um infoproduto pode ser mais adequado.


Enquanto um produto físico requer uma produção mais complexa e um processo logístico para envio aos clientes, um infoproduto pode ser criado e distribuído com mais facilidade, tornando o processo mais ágil e menos custoso.


Um produto físico pode ter um retorno financeiro mais alto, mas também demanda um investimento maior. Já um infoproduto pode ter um investimento inicial menor, mas também pode gerar um retorno financeiro mais modesto.


Por fim, é essencial considerar a estratégia de marketing para cada tipo de produto, sejam eles, produtos como cremes corporais, alimentícios ou até uma porta pallet deslizante. Afinal, cada tipo de produto requer uma estratégia diferente para atingir o público.


O marketing para produtos físicos pode se basear em características como design e funcionalidade, enquanto o marketing para infoprodutos pode ser mais focado em conteúdo e benefícios educacionais.


Considerações finais


Escolher entre um produto físico e um infoproduto depende de diversos fatores, como o público-alvo, facilidade de produção e distribuição, potencial de retorno financeiro e estratégia de marketing.


Ao considerar esses aspectos, é possível que as empresas e os infoprodutores escolham a estratégia de divulgação mais adequada para o negócio e o que estão comercializando, sejam eles produtos físicos ou digitais.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.
bottom of page