Dicas para fazer uma boa pesquisa de mercado


<a href='https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/mulher-com-lupa'>Mulher com lupa foto criado por kroshka__nastya - br.freepik.com</a>

Uma gestão de marketing competente, está sempre buscando fazer pesquisas de mercado para garantir que o desempenho da empresa melhore mais ainda.


Em certas épocas que a economia fica difícil, a competitividade no mercado aumenta mais do que o normal, e para se destacar é necessário estar sempre um passo à frente.

Além de tentar adquirir a maior quantidade de conhecimento possível, através de uma boa e completa pesquisa de mercado sobre seu ramo de treinamento designado CIPA, por exemplo.


A pesquisa de mercado nada mais é do que um estudo que as empresas fazem para ter uma compreensão maior e melhor da posição que ocupam no mercado de seu segmento.


Além de entenderem melhor a relação dos clientes com os serviços, e saberem como está a imagem da marca de chave codificada Honda perante os consumidores, a concorrência, o público-alvo, entre outros.


Para ajudar a entender melhor a importância de uma pesquisa de mercado, conhecer quais os tipos e como são feitas, separamos este artigo repleto de informações relevantes.


Como funciona e importância da pesquisa de mercado


A pesquisa de mercado estuda diretamente um nicho para ter informações sobre a viabilidade sobre o serviço ou produto de determinada marca.


Esse estudo é realizado após a coleta de informações e a própria empresa pode realizá-lo ou empresas contratadas especializadas nesse ramo.


Por isso, antes de introduzir um produto ao mercado ou de abrir um novo negócio de aluguel de ecobag personalizada, é necessário analisar informações sobre a concorrência e os fornecedores.


Após adquirir esses dados será possível criar e focar em estratégias mais voltadas para a implementação das suas ideias no mercado em que atua.

Uma boa análise ajudará também a fazer com que um produto ou serviço seja lançado com mais certeza de que ele está pronto.


A pesquisa de mercado é extremamente importante para uma empresa visando adquirir grande sucesso em um longo prazo e consolidar o seu nome.


Ela é a etapa inicial para quem cria um plano de negócios e deve sempre ser mantida no topo da lista de prioridades de uma empresa de algodão doce de copo, por exemplo.

Essa pesquisa se bem conduzida ajuda a focar nos consumidores, a priorizar seus investimentos e seus recursos de forma mais eficaz.


Além de ajudar a moldar um produto que será lançado, ela será de grande ajuda para a orientação das campanhas de marketing deste produto.


Por fim, o melhor de tudo, é importante para ajudar o empreendedor a melhorar a sua tomada de decisão, reduzindo assim os riscos.


Tipos de pesquisa de mercado e como são feitas


Independentemente do segmento em que a empresa atua, as pesquisas de mercado são muito úteis em cada uma das etapas de organização, planejamento e até de análise de resultados.


Não existe um modelo de pesquisa de mercado específico exatamente porque essas pesquisas podem ser aplicadas a vários segmentos como de fabricação de moldura de gesso para sala.


Mesmo que todas as pesquisas de mercado tenham a mesma finalidade que é a coleta de dados, o método que ela é feita sempre pode variar, igual às fontes.


Mas, a ideia geral é obter uma boa e representativa base de resultados para adquirir informações que tornem a tomada de decisão mais fácil.


A seguir observaremos os tipos de pesquisa de mercado mais comuns que existem e como elas são feitas.


1. Benchmarking


Benchmarking é uma ferramenta analítica de grande valor para um negócio de impermeabilização de piso externo, tanto no geral como para áreas específicas.


É um processo feito para fazer uma comparação e ter informações de uma forma mais rápida sobre os concorrentes e o seu próprio negócio.


No formato de tabela, pontos principais serão listados para a análise e todos eles devem ser preenchidos com esses dados e outras informações válidas.


2. Exploratória e descritiva


Geralmente, as pesquisas elaboradas no formato de questionário são tão eficientes para fins generalistas como para a investigação e avaliação de estratégias mais exatas.

Uma pesquisa mais ampla e exploratória traz mais questões de temas diversos que interessam a empresa, essa opção é muito atrativa para ter uma base inicial para aprofundar algum estudo.


Enquanto uma pesquisa mais descritiva fica em um tema exato e em levar perguntas específicas, além de algumas questões para ajudar a levantar um perfil de consumo.


Esse tipo de questionário mistura perguntas quantitativas e qualitativas trabalhando com hipóteses que podem ou não ser validadas pelo público-alvo.


3. Market share


Market Share é uma pesquisa muito parecida com a do benchmarking, mas ela consegue ser muito mais objetiva na sua finalidade.


Para calcular a sua parcela de mercado, tanto em visibilidade quanto em representação no seu nicho, a empresa deve seguir algumas orientações.


Portanto, é necessário antes de tudo definir um ou mais indicadores do mercado para avaliar, como:

  • Porte;

  • Lucro;

  • Faturamento;

  • Carteira de clientes.

Entre muitos outros elementos que podem ser verificados se uma base de dados sólida for pré-estabelecida.


4. Pesquisa de satisfação


Saber as impressões que os clientes têm sobre o produto, o atendimento, os canais de suporte, entre outros é fundamental.


Os clientes satisfeitos são a melhor forma de adquirir novos clientes por indicação e os insatisfeitos são um perigo para o famoso marketing do "boca a boca".


Na maioria das vezes a pesquisa de satisfação é feita através de um questionário breve com avaliações e comentários dos clientes, mas ela pode também ter diferentes formatos.


Vantagens de uma pesquisa de mercado


Por último, vamos apresentar algumas das principais vantagens de uma pesquisa de mercado bem elaborada e bem executada. São elas:


Permite conhecer o consumidor

É fácil de entender o porquê dos consumidores serem tão importantes para um negócio, sem eles nenhuma empresa vai para frente em seus objetivos.


A realização de uma boa pesquisa de mercado pode indicar tanto as preferências e necessidades do público como os seus principais gostos.


Ela também informa sobre algumas características pessoais que ajudam a reuni-los em grupos e dar mais visibilidade a campanhas e ações de marketing.


É importante saber com quem está lidando para decidir quais serão os produtos e serviços que serão investidos, além de que tipo de linguagem usar e quais medidas essa divulgação deve ser feita para ser efetiva.


Possibilita conhecer a concorrência

Fazer um bom trabalho é fundamental, mas uma forma de melhorar ainda mais os produtos e serviços da empresa é olhar para os concorrentes.


Se inspirar em casos de sucesso e aprender com os erros dos concorrentes que disputam o mesmo mercado que você, pode ajudar muito nas estratégias de vendas.


Ajuda a direcionar novos produtos ou serviços

Quando algo novo vai ser lançado ou um negócio inaugurado, os "achismos" não podem ser a base das estratégias, esse tipo de coisa é um grande risco para um negócio.


Os dados concretos sobre receptividade e necessidades de mercado ajudam a desenvolver melhores serviços e produtos que irão agradar o público de verdade, além de ajudá-los a resolver um problema.


Melhora a qualidade dos produtos e serviços

Mesmo que uma empresa de serviço de limpeza para condomínio já tenha um tempo de mercado e um público definido, não significa que o seu trabalho já está feito.

Sempre aparecem pontos que podem melhorar ou que precisam ser mudados, itens que eram incríveis e inovadores quando lançados a um tempo atrás, hoje em dia precisam ser atualizados.


Se a identificação de melhoria em certos pontos não forem identificadas, os concorrentes irão identificar e tirar proveito deles, criando um produto como o seu, no entanto, mais otimizado.


Mede a satisfação do consumidor

O ato de ouvir as opiniões do consumidor sobre o preço de pneu Michelin para carreta, por exemplo, pode parecer algo simples, mas tem um poder descomunal.


A satisfação de um consumidor pode envolver uma série de fatores muito importantes, como:

  • Atendimento recebido;

  • Qualidade de produtos;

  • Solução dos seus problemas;

  • Tempo de entrega do produto;

  • Durabilidade e integridade do produto.

Quando o consumidor não aprova um ou mais desses fatores ele dificilmente comprará novamente com a marca, e até mesmo os clientes mais antigos podem desistir dela caso se depare com uma opção mais viável para eles.


Ajuda na identificação de oportunidades

Quando um novo produto está sendo testado é possível acabar percebendo que um novo nicho da mesma área pode ser mais explorado.


As pesquisas sobre os consumidores ajudam muito a identificar oportunidades de mercado pouco exploradas ou ainda não exploradas.


Isso ajuda a criar novos produtos e a garantir que a empresa tenha mais lucros, mais visibilidade e se torne referência em inovação no ramo em que atua.


Permite uma gestão mais consciente

A intuição e os conhecimentos pessoais ajudam na hora de decidir, mas o que deve ser considerado na gestão de um negócio são os dados consistentes.


Quando um empreendedor sabe com quem está lidando e onde está pisando, ele consegue ter uma visão completa da situação e tomar melhores decisões.


Isso é feito através de estratégias altamente específicas para garantir que o negócio ou a campanha em si, tenham o sucesso esperado.


Considerações finais


Sendo assim, independente de qual for o objetivo de uma empresa, as pessoais de mercado são ferramentas que ajudam em cada uma das etapas de realização desse objetivo.


Portanto, para essas pesquisas serem efetivas é preciso entender sua importância e como ela funciona, além dos tipos que existem, como são feitas e as suas vantagens.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.






0 visualização0 comentário
 
link whatsapp